sábado, 12 de março de 2011

CAOS EM ALEGRE: Chuva não dá trégua

Na tarde deste sábado, dia 12 de março, voltou a chover forte em Alegre - o que causou mais problemas e preocupações por todo o município. Entre as 14 e 15 horas foram quase 20 milímetros de água que mais uma vez encheu o centro da cidade e causou desmoronamentos de ruas. Das cerca de 15 áreas de risco que vem sendo monitoradas pela Defesa Civil, pelo menos em três delas o quadro piorou. Com esta chuva de hoje, o acumulado de precipitação em Alegre desde as 17 horas do dia 23 de fevereiro chegou a 565,4 mm por metro quadrado. A medição é feita pela estação meteorológica automática que fica na área do CCA-UFES, na rodovia ES-482 (Alegre x Cachoeiro). Especialistas acreditam que a chuva no centro da cidade foi ainda mais intensa. Os rios Conceição e Alegre ficaram acima do leito normal, mas não a ponto de entrarem em casas. No momento os rios estão estabilizados. 

Mais cedo, uma equipe da Defesa Civil Municipal e Corpo de Bombeiros, com o acompanhamento do Prefeito Municipal, José Guilherme, se encaminhou até o distrito do Café que também foi muito atingido pelas chuvas dos últimos dias. Lá, duas famílias que estão em áreas de risco precisaram ser desalojadas e se instalaram em casa de amigos ou parentes. Em Alegre, os números mais atualizados indicam que são 2 famílias (10 pessoas) desabrigadas e que estão acomodadas no Ginásio Municipal de Esportes "Tio Zezé", na Vila do Sul; e 11 famílias (62 pessoas) desalojadas, que se instalaram na casa de familiares ou amigos. E mais uma vez a previsão do tempo preocupa. De acordo com o Instituto Climatempo, neste domingo existe 90% de probabilidade de chover com intensidade de 54 mm. Por isso, sempre é bom destacar: pessoas em áreas de risco devem sair imediatamente de casa. Qualquer dúvida, ligue para a Defesa Civil: (28) 3552-3390 / 8803-4129. Lembrando que a capacidade de atendimento da equipe da Defesa Civil/Prefeitura é limitada, tendo em vista a grande quantidade de chamadas. Por isso, os técnicos estão atendendo os chamados por ordem de prioridade e de emergência. Sendo assim, não fique esperando a Defesa Civil para sair de casa. Principalmente para os casos que já foram notificadas pela Defesa Civil como áreas de risco, as pessoas devem sair imediatamente, principalmente quando começar a chover forte.

Siga no Twitter@ramonbarros


Nenhum comentário:

Postar um comentário